Mike Tyson se emociona e diz que se sente culpado pela morte de Tupac

Mike Tyson gostaria de ter feito as coisas de forma diferente.

QUEM EE MIKE TYSON?

Mike Tyson teve um desenvolvimento físico precoce. Aos 12 anos pesava mais de 80 kg, com musculatura bem avantajada para um garoto; aos 15, já era um peso-pesado veloz e nocauteador; aos 18, nem mesmo seu treinador ficava de pé; aos 20 anos, tornou-se campeão mundial, o mais jovem peso-pesado a conseguir este feito. Obviamente haveria consequências para tamanha performance num período tão curto de tempo. Assim, quando Tyson completou 30 anos, já era possível perceber que precocemente também estava perdendo seu vigor físico, e a sua devastadora temporada de nocautes e títulos mundiais chegava ao fim.

Mike Tyson teve uma infância difícil depois de o pai abandonar o lar quando ele tinha apenas dois anos. A sua juventude ficou marcada pelo STIB e foi internado aos 11 anos, em um reformatório para jovens delinquentes, onde se iniciou no boxe, motivado pelo diretor da instituição, que era um antigo pugilista. Aos treze anos foi descoberto pelo treinador Cus D’Amato que passou a ser o responsável pela sua carreira. No entanto, no ano seguinte, Mike Tyson passou a ser orientado por Jan Vojik, ele foi campeão mundial olímpico dos pesos médios aos 14 anos de idade.

Em 1981, com 15 anos, tornou-se campeão juvenil de boxe dos Estados Unidos da América para, no ano seguinte alcançar o título mundial do mesmo escalão etário. Em 1983 zangou-se com Atlas e voltou a trabalhar com Cus D’Amato e foi sob a orientação deste, que em 1985, deu-se a sua passagem para o boxe profissional. Logo no primeiro ano ganhou os 15 combates em que participou, 11 deles por K.O. (knock-out) no primeiro round.

Em 1986 um mês depois de Cus D’Amato falecer, Tyson impôs-se definitivamente como campeão e ficou conhecido em todo o mundo. A mais importante das 13 vitórias do ano aconteceu no dia 22 de novembro quando, ao derrotar Trevor Berbick, conquistou o título mundial de pesos pesados do Conselho Mundial de Boxe (WBC). Com 20 anos, foi o mais jovem pugilista a alcançar esse feito.

No ano seguinte, conquistou também os títulos mundiais da Federação Internacional de Boxe e da Associação Mundial de Boxe e em 1988 venceu três combates contra pugilistas de renome. Todos por K.O. antes do quarto assalto.

Ainda em 1988 casou com a atriz e modelo Robin Givens que, no ano posterior, pediu o divórcio. Em um programa de televisão, alegou que Tyson era, em suas palavras, maníaco-depressivo. Estes problemas afetaram a carreira do pugilista, que só combateu por duas vezes em 1989, embora tenha vencido os dois desafios. O mau momento ficou confirmado em 1990 quando, no dia 11 de fevereiro, foi batido no Japão por Buster Douglas com o K.O. ao décimo assalto, perdendo os seus três títulos mundiais.

Em 1990 e 1991 venceu os quatro combates em que participou e, entretanto, desafiou para um combate o novo campeão mundial Evander Holyfield, também norte-americano.

Em Julho de 1991 fez parte do júri do concurso Miss América, mas acabou acusado de violação por uma das participantes. Enquanto aguardava o julgamento continuou a treinar, mas lesionou-se e teve de adiar o combate com Holyfield.

Em Março de 1992 Mike Tyson foi condenado a seis anos de prisão, mas devido ao bom comportamento só cumpriu metade da pena. Saiu da prisão em Março de 1995 e cinco meses depois voltou a combater, exatamente no dia 19 de agosto de 1995 no MGM Grand Garden, para derrotar um desconhecido pugilista irlandês Peter McNeeley, auto-apelidado de O Furacão Irlandês aos 89 segundos do primeiro assalto. Pela vitória Tyson recebeu 25 milhões de dólares, e McNeeley levou 700 mil dólares.

OU..
Mike Tyson é um dos lutadores mais lendários de todos os tempos e durante sua carreira histórica, ele teve alguns amigos muito famosos. Um desses amigos era ninguém menos que o rapper Tupac, considerado um dos artistas mais icônicos de todos os tempos. Para quem não sabe, Tyson estará para sempre ligado à morte de Tupac, já que o artista foi baleado em um tiroteio após estar presente para assistir a luta pelo título dos pesos pesados ​​de Tyson contra nomes como Bruce Seldon.

Tyson falou sobre a morte de 2Pac no passado, embora, durante uma entrevista à VladTV, Tyson tenha se emocionado ao falar sobre a morte de 2Pac e até expressou alguns arrependimentos sobre como tudo aconteceu. Como Tyson observou, ele pressionou Pac para ir para a luta e ele realmente acredita que se não tivesse feito isso, o rapper ainda poderia estar vivo.

“Eu me sinto um pouco culpado por ele ter vindo para a luta e eu pressioná-lo […] eu deveria sair com ele naquela noite. Eu prometi ir ao 662 com ele naquela noite, mas eu tinha acabado de ter uma criança e a mãe dele estava me implorando para ficar em casa, então eu fiquei em casa”, explicou Tyson. “Eu sei quem eu sou, eu sei do que se trata. Isso é apenas o que acontece no meu mundo. Isso era parte do meu mundo. Só porque era 2Pac e eu estava ligado a ele, era diferente.”

Tyson passou a falar sobre algumas de suas memórias favoritas com o artista e se uma coisa está certa é que esses dois tinham uma amizade muito afetuosa. Independentemente disso, é uma pena que Tyson tenha vivido com tanta culpa.

Fonte: Portalrapmais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *